Bruxas queimadas vivas?

 

"Na idade média, as bruxas era queimadas vivas"

 

VERDADEIRO OU FALSO?

 

FALSO

Apesar de um certo medo do maligno, não foi na Idade Média que mais se torturaram mulheres inocentes.

A ideia de que a Idade Média foi uma época particularmente cruel está muitas vezes errada. A história de as bruxas serem perseguidas e queimadas
vivas também não é exata, embora o medo dos demónios, dos mágicos e das feiticeiras fosse grande e a Igreja tivesse decidido lutar contra os poderes
sobrenaturais e o mal em geral. O facto é que a caça às bruxas é um fenómeno mais recente, pois surgiu ao longo do século xv, na Idade Moderna, e durou
até meados do século xviii.

No século xv, a Igreja Católica encontrava-se na defensiva: a Reforma, movimento iniciado por Martinho Lutero, dividira a cristandade, e tanto as epidemias  como as fomes propagavam-se como um rastilho de pólvora. Por conseguinte, a confiança na autoridade da Igreja começou a esmorecer. Era preciso que esta encontrasse bodes expiatórios, e estes acabaram por ser as mulheres suspeitas de praticarem bruxaria.
Uma histeria coletiva da Idade Moderna (...)

(...) era tudo culpa das bruxas, e estas tinham de ser punidas, morrendo queimadas na fogueira. Podia-se acusar qualquer pessoa de bruxaria sem quaisquer provas; como a tortura era muito comum, também era muito fácil obter confissões forçadas. Em França, a caça às bruxas só terminou por volta da década de 1680.

Excerto retirado de "A INCRÍVEL HISTÓRIA DO MUNDO"