CABELOS COMPRIDOS NA IDADE MÉDIA

 

"Na Idade Média, os cabelos compridos eram um símbolo de força e de poder".

 

VERDADEIRO OU FALSO?

 

VERDADEIRO

 

Nesta época, o cabelo já refletia uma tendência da moda e da posição social.

Carlos II, o Calvo, neto de Carlos Magno, mandou rapar a sua imponente cabeleira em sinal de submissão à Igreja no dia em que foi consagrado pelo Papa. A tradição franca impunha que o rei usasse o cabelo comprido, símbolo de força, potência e poder.

Uma pilosidade bem visível

Os soberanos do início da Idade Média respeitaram esta tradição: usavam o cabelo comprido e barba.
(...)

(...) O carolíngio Pepino, o Breve, pai de Carlos Magno, acabou por se apoderar do poder em 751 e mandou rapar o cabelo ao seu rival Childerico III para mostrar bem que este último perdera o poder.

Excerto retirado de "A INCRÍVEL HISTÓRIA DO MUNDO"