Canela

 

A canela (cinnamomum verum) é extraída de uma casca de uma pequena árvore nativa da Ásia, sendo venerada

pelo seu poder curativo há quase 5000 anos, o que a torna um dos remédios naturais mais antigos do mundo. Esta reconfortante especiaria é quase instintivamente associada aos pastéis de nata e aos doces de Natal, mas provavelmente nunca pensou que pode ser benéfica para a saúde. Os investigadores descobriram recentemente que a canela ajuda a controlar a glicose no sangue.

Um pouco de história

Quando os europeus descobriram a canela, por volta do século I, esta era tão apreciada que 350g da mesma custava 15 vezes mais do que a prata.

Na idade Média, a canela era utilizada como remédio para a tosse e a indigestão, mas apenas pelos ricos, porque continuava a ser extremamente cara.

 

O que diz a Ciência

Estudos recentes demonstraram que a canela estimula o aparelho gastrointestinal, o que confirma o seu uso tradicional para aliviar a flatulência, as náuseas, os vómitos e outras afeções gastrointestinais simples. O facto de que a canela pode ser um poderoso antissético já não se limita ao domínio da sabedoria popular. Um estudo realizado no Japão demonstrou a capacidade de eliminar fungos, bactérias e outros micro-organismos, incluindo as bactérias que provocam botulismo e infeções estalifolócicas.

 

Indicado para 

- Colesterol elevado

- Como anti-inflamatório

- Como antissético

- Febre

- Flatulência

- Indigestão

- Infeções fúngicas

- Mau hálito

- Náuseas e vómitos

- Problemas de memória

- Regular os níveis de glicoce no sangue

_____________________________________________

Dicas saudáveis em "UMA FARMÁCIA NA SUA DESPENSA"