NA SERRA DE ALVAIÁZERE

 

Se quer encontrar momentos de tranquilidade e de liberdade suba à serra de Alvaiázere.

 

Aqui tem um belo passeio para despoluir a vista. Longe de tudo e de todos, é um óptimo local para fugir à confusão e ruído da vida que o espaço urbano oferece permanentemente. Esta serra oferece uma paisagem deslumbrante e um cheiro penetrante do alecrim-do-monte, que abunda nestas paragens.

A partir da vila de Alvaiázere, toma-se a direcção da serra, que é dominante em toda a paisagem. É uma vila pequena que tem poucas coisas para mostrar, mas tem história. Povoação antiga, foi reedificada por D. Sancho I em 1200 e elevada a vila em 1388 por D. João I, tendo D. Manuel I dado foral novo em 1514.

A serra de Alvaiázere lança quatro braços em direcções divergentes, a que se dá os nomes de serras de Santa Margarida, de Almoster, de Pousa-Flores e da Mata.

Avisa-se desde já, não é um passeio fácil: a subida é violenta e áspera.

Subindo a partir da vila para o alto da serra, passa-se no lugar da Porta, de casas primitivas. Começa aqui a subida violenta. No alto da serra, a Carreira dos Cavalos, ou Muredo, faixa de pedregulhos que, segundo uns, seriam as ruínas de um hipódromo romano, e segundo outros vestígios de um castelo. Mais acima, no ponto culminante da serra (alt. 620m), o algar da Água, interessante gruta de uns 7m de altura, com formações estalactíticas.

A água da furna escoa-se para outro algar mais pequeno e sombrio, indo formar, pelas suas infiltrações subterrâneas, na outra encosta, junto ao lugar de Paradelas, o ribeiro Freixianda, afluente do Nabão. O panorama é vastíssimo: a oeste, a serra de Minde, o vale de Atrás da Serra, o da Cauda, a serra de Sicó, e muito longe, em dias límpidos, o mar; a este, o Avelar, o monte de Nexebra, Vendas, Maçãs do Caminho, Maçãs de D. Maria, a serra de Neutel, a Capelinha de Santo António em Figueiró dos Vinhos, o Caramulo, Sernache do Bonjardim, a Sertã; depois em baixo, nas imediações, Alvaiázere, que deixámos atrás, Pussos, Cabaços, Vila Nova, Cortiças, Areias; e, no fundo do horizonte, as serras de Mação e Oleiros. É, de facto, um miradouro topográfico de grande alcance.

Depois de encher os pulmões de excelente ar da montanha aromatizada, baixamos à vila, porque a descida será, aparentemente, mais fácil.