OS INCRÍVEIS OVOS

 

Altamente nutritivos e sempre disponíveis, não admira que os ovos sejam considerados um superalimento.

 

Um único ovo contém 6g de proteína de grande qualidade, com todos os aminoácidos de que precisamos, e 12 diferentes vitaminas e minerais, incluindo o antioxidante selénio, as vitaminas B2 e B12, e os carotenoides luteína e zeaxantina, que podem reduzir o risco de degenerescência macular, uma das principais causas de cegueira nos mais idosos.
Os ovos são ricos em colina e betaína, duas substâncias que parecem reduzir os marcadores inflamatório, incluindo a proteína C-reativa, a interleucina-6, o fator de necrose tumoral alfa e a homocisteína.

Cada um desses marcadores tem sido associado a problemas de saúde crónicos, nomeadamente doença cardíacca, diabetes tipo 2, osteoporose e demência. A colina cumpre um papel especial no reforço da memória e no desenvolvimento do cérebro.

A maioria das pessoas já não precisa limitar o consumo de ovos! PORQUÊ?

Não há qualquer relação clara entre os ovos e o risco de doença cardíaca, segundo a professora Maria Luz Fernandez (Universidade de Connecticut, EUA). Em cerca de 75% da população, o colesterol dos ovos não aumenta o colesterol do sangue. Maria Luz ainda defende que comer ovos parece afetar o modo como o colesterol trabalha no organismo, tornando menos provável a formação de placas nas artérias.


_________________________________________

Excerto retirado do livro "COMA BEM, VIVA MAIS"