OUÇA A SUA MÃE

 

A sua mãe tinha razão – como sempre – quando lhe mandava comer os legumes.

 

Será que um acompanhamento de cenouras pode mesmo ajudar a reduzir a inflamação? Sem dúvida – e explicamos-lhe porquê. Os legumes e a fruta são a mais abundante fonte natural de antioxidantes. Estes inimigos da doença neutralizam os efeitos dos radicais livres, moléculas que ocorrem naturalmente e que atacam e lesam as células saudáveis. O corpo responde a estas lesões como a quaisquer outras: produzindo acção inflamatória. Quanto menos antioxidantes paraprotegerem as células, mais inflamação. Segundo um estudo efectuado na Grã-Bretanha, os homens da amostra que consumiam menos vitamina C apresentavam o dobro dos valores de PCR (proteína C-reactiva). 

As boas notícias: no primeiro estudo deste género, os investigadores alemães revelaram que os homens que aumentavam a ingestão de fruta e legumes de duas para oito porções diárias conseguiram reduzir num terço os níveis de PCR em apenas quatro semanas. Apuraram ainda que esta redução se devia aos frutos
e legumes ricos em antioxidantes chamados carotenóides (cenoura, tomate, pimento).

A propósito, a nossa mãe também tinha razão quando nos mandava lavar os dentes. O que quer que tenha comido, lave sempre os dentes após as refeições e use o fio dentário. Gengivas doentes aumentam os níveis de inflamação em todo o organismo e parecem potenciar os riscos de diabetes e de doenças cardiovasculares.

 

___________________________________

MAIS DICAS EM "COMA BEM VIVA MAIS"