Prefira o descafeinado

 

A diabetes está estreitamente ligada à alimentação, sendo possível prevenir a doença alterando gradualmente os hábitos alimentares.

Um estudo da Universidade do Minnesota, realizado ao longo de 11 anos com quase 29 000 mulheres pós-menopáusicas, demonstrou que as mulheres que beberam mais de seis chávenas de café por dia diminuíram em 22% o risco de diabetes tipo 2, mas que esse risco poderia ser 33% mais baixo se em vez de café tivessem tomado descafeinado.

O que protege o organismo são os antioxidantes do café, e não a cafeína. Os investigadores acreditam que os antioxidantes (semelhantes aos dos frutos de baga e aos das uvas) protegem as células beta do pâncreas, que produzem insulina, da acção dos radicais livres. O ácido clorogénico, um ingrediente do café também presente no vinho tinto e no chocolate, parece retardar a absorção do açúcar pelas células.