Qual é o seu mês preferido?

 

Por Dina Isabel

Locutora e Diretora da Rádio Sim

 

Qual é o meu mês preferido? Maio. Na minha família o mês de maio é especial: os meus pais fazem anos de casados, eu e a minha irmã nascemos em maio e até escolhi o mês de maio para casar.

É um mês de temperaturas amenas, com sorte já se vai à praia de vez em quando, é o mês de Maria. Enfim, poderia enumerar diversos motivos, no entanto o mais imediato é: faço anos! Eu sou mesmo assim, gosto de fazer anos. Desde criança, como todas as crianças, na expectativa dos presentes, dos doces e da atenção.

Com o tempo os presentes perdem relevância, aprendemos a moderar a necessidade de atenção e comemos menos doces porque o espelho e o olhar do médico metem respeito.

Conheço muito boa gente que, no dia do aniversário, não quer falar disso, que amua, que fica deprimida.

Não é o meu caso!

Gosto de fazer anos e gosto de receber beijos, abraços e sorrisos. Os meus colegas e amigos sabem disso e não estranham quando, uma semana antes, já ando a falar do assunto. Como são simpáticos e educados, disfarçam bem o revirar de olhos que quer dizer mais ou menos: já não se aguenta!

Não nego que, quando já se percorreu a maior parte da estrada, cada ano que passa vai pesando e tornando mais curto o caminho.

Tenho os meus momentos de saudosismo, especialmente quando percebo que há coisas que já não terei tempo de fazer, momentos que já não viverei, pessoas que não terei oportunidade de conhecer.

Quando somos mais jovens não se pensa nestas evidências.

É também por isso que celebro cada aniversário com mais entusiasmo: para agradecer pelo que já me foi permitido viver.

Pela família fantástica, pela profissão que amo, pela saúde que se mantém em bom estado, apesar de algumas mazelas que os aniversários todos me vão trazendo.

Gosto de fazer anos e faço anos este mês. E, nesta crónica, quero celebrá-los consigo, pode ser?